loader
Secretário municipal da Cultura e do Turismo e o Presidente do Conselho Municipal de Cultura participam de sessão virtual.

Secretário municipal da Cultura e do Turismo e o Presidente do Conselho Municipal de Cultura participam de sessão virtual.

Na sessão de quinta dia 07/05, a Câmara contou com a presença do Secretário Mauri Grando (SMCT) e do Presidente do Conselho Municipal de Cultura, Denisson Bereta, que a convite dos vereadores vieram debater em sessão on line, sobre os problemas que a categoria artística da Cidade vem enfrentando com o impacto gerado a estes atores sociais pela a crise epidêmica .

O Presidente do Conselho de Cultura fez um relato das dificuldades enfrentadas pelos artistas e cobrou uma definição sobre valores dos processos em andamento devidos pelo Executivo. Também falou sobre uma carta com propostas para a área da cultura. Tais como:

O pagamento do microcrédito cultural e adequação dos planos de trabalho em virtude da Pandemia.

Lançamento do programa de incentivo a cultura.

Realização de um edital para ações 100% on line.

Manutenção das programações que ficaram comprometidas com a quarentena, entre elas semana da dança, semana da música, feiras do livro, para que sejam realizadas após o período de Pandemia.

Prorrogação dos termos de utilização dos espaços, como os da Casa de artes Vila Mimosa, Estação Férrea, Praça da Juventude.

Formação de um comitê de gerenciamneto dos impactos, formado pelo poder público e pela sociedade civil.

O Secretário Mauri Grando (SMCT) esclareceu que no momento, o Executivo não tem meios de prever quando esta Pandemia vai terminar e nem como vai estar a situação financeira do Município, para definir como irá atender as reivindicações do setor cultural.

Grando falou também dos problemas que atingem a secretaria e a classe artística de Canoas durante esta Pandemia.

Segundo o Secretário, o Executivo tem se preocupado muito com a questão cultural. E desde de o início do Governo tem seguido a linha de fazer tudo dentro das possibilidades. No Lançamento de projetos, nas contratações e em aceitar projetos diferenciados que vem da comunidade.

E explicou que processos de pagamento que finalizaram em abril, coicidiram com o início da Pandemia. Com isso foram parar na junta orçamentária do Município e que estão parados, devido a questão econômica que o Município esta passando em razão ao momento atual. E ao fato de que o faturamento do Município caiu quase pela metade.

Foi tomada a decisão de priorizar a saúde. E que neste momento, o orçamento de 2020  é um caixa único da prefeitura para as necessidades desta área, como a construção de hospitais de campanha, contratação de médicos e enfermeiros e medidas de prevenção. Sendo priorizado, neste momento de Pandemia a questão da vida.

O Secretário salientou que o Governo está reorganizando a economia, abrindo o comércio, respeitando as recomendações do Governo Estadual e da Secretaria de saúde. E que estão trabalhando para encontrar uma solução.