loader
Projeto de lei que proíbe canudos plásticos em Canoas é aprovado na Câmara

Projeto de lei que proíbe canudos plásticos em Canoas é aprovado na Câmara

A Câmara Municipal de Canoas aprovou na sessão desta terça-feira, 3, projeto de lei que proíbe o fornecimento de canudos plásticos na cidade. A proposição (PL 35/2019) é dos vereadores Cris Moraes (PV), Ivo Fiorotti (PT) e José Carlos Patricio (PSD). Segundo o texto, “restaurantes, bares, lanchonetes, quiosques, ambulantes e similares” não podem mais oferecer o produto. A proibição não se aplica a canudos de papel biodegradável.

Na justificativa do projeto, que recebeu um substitutivo, os autores lembram que o consumo de plástico, incluindo os canudos descartáveis, se tornou um dos grandes problemas ambientais no mundo. É responsável, por exemplo, pela morte e ferimentos em tartarugas e outros animais aquáticos. Na discussão sobre reciclagem, destacam os vereadores, o canudo plástico é tratado como rejeito, não sendo reaproveitado. “Apresentamos o presente projeto com o objetivo de conscientizar a população de Canoas como um todo, proprietários de estabelecimentos e consumidores, sobre os problemas ocasionados pelo consumo excessivo de canudos plásticos”, explicam.

O projeto prevê ainda a aplicação de penalidades em caso de descumprimento por parte dos estabelecimentos. Com a aprovação da matéria, o Legislativo canoense se soma aos esforços que vêm sendo realizados contra o uso excessivo do plástico, assim como já ocorre em outras cidades que baniram o uso do canudo plástico. O texto ainda precisa passar pela análise do prefeito Luiz Carlos Busato, que decidirá se sanciona ou não a lei.