loader
Reunião aborda situação de famílias que serão removidas de área próxima ao HPS

Reunião aborda situação de famílias que serão removidas de área próxima ao HPS

A situação das famílias que serão removidas do entorno do Hospital de Pronto Socorro (HPS) foi discutida, na noite desta segunda-feira, 25, em uma reunião com a comunidade e representantes da Câmara Municipal e da Prefeitura. O encontro, realizado no bairro Mathias Velho, foi promovido pelo presidente do Legislativo, vereador Cezar Mossini (MDB), que vem acompanhando o caso.

Segundo Mossini, a reunião buscou informar os moradores sobre os planos do governo para a área e tranquilizar aqueles que não serão atingidos. A remoção abrangerá 20 famílias que moram na Travessa Elite, situada atrás do HPS. Na área deverá ser construído, em um primeiro momento, um estacionamento para pacientes e funcionários da instituição. Posteriormente, a intenção é promover a ampliação do hospital.

O secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Moacir Stello, explicou que as famílias, que hoje vivem em área pública, deverão ser transferidas para um empreendimento localizado na Rua Pistóia, no bairro Rio Branco. A obra, com cerca de 300 apartamentos, tem previsão de conclusão para setembro. Enquanto isso, a Prefeitura já vem realizando o cadastramento desses moradores.

A notícia de que seriam transferidas para outro bairro e que passariam a morar em apartamentos causou descontentamento entre as famílias. Durante a reunião, os moradores manifestaram o desejo de continuar no bairro atual e morar em casas. Eles alegam que os apartamentos são pequenos e não comportariam famílias com um grande número de pessoas, além de inviabilizar que permaneçam com os animais domésticos. Ficou acertado que uma nova reunião, ainda sem data, será marcada para tratar do caso.