loader
Produtores rurais do bairro Mato Grande pedem apoio contra ocupações

Produtores rurais do bairro Mato Grande pedem apoio contra ocupações

Produtores rurais do Mato Grande acompanharam a sessão desta terça-feira, 3, para pedir o apoio dos vereadores contra as invasões de terra no bairro. Segundo os proprietários de áreas, os casos de ocupação registradas na região têm gerado preocupação e medo.

Representando o grupo, Luiz Vanderlei Schein salientou que as famílias que vivem da agricultura, além de enfrentar as dificuldades relacionadas à atividade, precisam se preocupar em defender as suas terras de invasões. "Pedimos a sensibilidade dos vereadores para blindar as áreas produtivas do Mato Grande. Se as providências não forem tomadas, o bairro irá virar uma grande invasão", enfatizou. Ele afirmou ainda que o grupo ficou preocupado após manifestações de vereadores, durante uma sessão, em que abordaram um caso de ocupação. A avaliação foi que os parlamentares pareciam estar incentivando a prática.

Presidente da comissão especial criada para acompanhar a situação de famílias que ocuparam uma área particular no Mato Grande, o vereador Juares Hoy (PTB) garantiu que não houve, por parte da Câmara, qualquer incentivo a ocupações, apenas a manifestação de solidariedade a pessoas carentes que lutam pelo direito à moradia. O parlamentar sugeriu que a preocupação dos produtores seja levada às secretarias municipais de Desenvolvimento Urbano e Habitação e Segurança Pública e Cidadania.

O presidente da Câmara, vereador Alexandre Gonçalves (PPS), acrescentou que, em caso de alguma declaração que tenha sido interpretada como de apoio a ocupações, cada vereador fala por si, não em nome do Legislativo canoense. O pronunciamento do representante dos produtores também foi debatido por outros parlamentares. Aloisio Bamberg (PCdoB) disse que, embora trate da situação das áreas invadidas na cidade, "a Câmara nunca incentivou qualquer ocupação". Cezar Mossini (MDB) acrescentou que se identificar com uma dificuldade enfrentada por pessoas em relação à moradia está longe de significar um incentivo à invasão. Canhoto (SD) se manifestou contrário às invasões, enquanto Marcus Vinícius Machado - Quinho (PDT) defendeu a união de forças para atender a demanda trazida pelo grupo. Dario da Silveira (PDT) lembrou que a ocupação desordenada irá agravar a situação do bairro Mato Grande.