Foto da Primeira Legislatura
Foto da 1a. Legislatura
 

O Poder Legislativo é o poder-símbolo do regime democrático representativo. Ele é a síntese da sociedade, onde se encontram representados seus segmentos, sendo seus membros escolhidos pela própria população. Esse conceito, que pode parecer abstrato, se torna mais visível nas cidades, onde o Poder Legislativo é exercido pelos vereadores nas dependências das Câmaras Municipais. Nestes locais os munícipes têm contato com seus representantes e podem se expressar, fazer suas reivindicações, sugestões, ou seja, exercer sua cidadania.

No município de Canoas não é diferente, seus representantes exercem a função de porta-vozes das demandas da comunidade, além de cumprir seus papéis de legisladores e fiscalizadores do Poder Executivo Municipal. Em seus mandatos os vereadores têm força para buscar alternativas e abrir portas paras as soluções das demandas que se apresentam, pois a cidade que “dorme” nunca é a mesma que “acorda”. Pessoas chegam de outros locais, algumas deixam Canoas, pessoas adoecem, crianças nascem, casas são construídas, empreendimentos se estabelecem, impactos ambientas são gerados.... Este movimento dinâmico e ininterrupto é acompanhado pelos vereadores que avaliam, ou apresentam propostas, com o intento de gerenciar o presente e planejar o futuro da sociedade canoense.

Mas as mudanças não ocorrem só na cidade, a própria Câmara Municipal passa por um período de reformulação, como em outras vezes em sua história, que remota de 1947, ano da primeira Legislatura. Naquela época a Câmara era composta por nove vereadores, a saber, Arthur Pereira de Vargas, Ulysses Machado, Max Adolfo Oderich – primeiro Presidente da Câmara, Júlio Finkler Primo, Vicente Cláudio Porcello, Teodoro Bogen, Hélio Fraga de Moraes Sarmeto, Arthur Oscar Jochims e Jacob Longoni. A partir de 1973 a Câmara passou a ser composta por vinte e um vereadores e assim se manteve até o ano de 2004, quando este número foi alterado por força da Resolução nº 21.702, do Tribunal Superior Eleitoral.

Hoje, por conta da Emenda Constitucional nº 58 de 2009, que passou a viger em 2013, a composição da Câmara, que era de quinze vereadores, passou a ser novamente de vinte e um representantes da sociedade canoense, eleitos pelo quarto maior colégio eleitoral do Rio Grande do Sul para exercerem seus mandatos na décima sexta legislatura da história do Município, representando um universo de cerca de trezentos e vinte quatro mil cidadãos, segundo resultado parcial do censo do IBGE de 2010.

Porém suas atuais instalações, que até 2006 foram divididas com a Prefeitura Municipal, que mantinha no prédio o Gabinete do Prefeito, não comportam mais a estrutura que se faz necessária para o atendimento da população. E pensando no melhor atendimento às demandas da população a Câmara Municipal busca se adequar às exigências da sociedade com um estudo para a construção de sua nova Casa, lembrando que em 1952 sua primeira sede sofreu um incêndio, com a perda de documentos de valor histórico inestimável.

Assim, completados os sessenta e cinco anos da posse de sua primeira legislatura em 2012, estando na sua décima sexta, e tendo tomado posse mais de cento e cinquenta vereadores, que ajudaram a materializar as mais de 5.600 leis já promulgadas no município e projetando a sua quinta sede, a Câmara de Canoas se insere no contexto de consolidação da democracia e progresso municipal como peça fundamental e imprescindível ao exercício da cidadania pela sociedade canoense.

Destaque CMC

Fique por dentro

Receba a Newsletter semanal da Câmara de Canoas!

  • Projetos em Destaque
  • Pauta das Sessões
  • Notícias da Câmara

Fale Conosco

Rua Ipiranga, 123 - Centro - CEP 92010-290
Canoas / RS
Telefone: (51) 3462-4800
Horário: segunda a quinta-feira, das 12h15min às 18h15min e sexta-feira, das 8h às 14h.