loader
Senador Paulo Paim fala sobre as reformas trabalhista e previdenciária

Senador Paulo Paim fala sobre as reformas trabalhista e previdenciária

A sessão ordinária desta quinta-feira, 24, foi acompanhada pelo senador Paulo Paim (PT/RS). O parlamentar participou do Grande Expediente, que recebeu representantes do SINDIÁGUA, e, após, fez uma explanação sobre as reformas trabalhista e previdenciária.

Sobre o projeto de reforma da Previdência apresentado pelo governo federal, o senador afirmou que a proposta inicial beirava ao absurdo. Presidente da CPI da Previdência no Senado, ele foi enfático ao afirmar que não há necessidade de uma reforma, uma vez que o problema é de gestão e de administração. Para isso, porém, algumas medidas precisariam ser adotadas, como cobrar os grandes devedores e acabar com o REFIS (programa governamental para parcelar dívidas tributárias) e com a DRU (Desvinculação de Receitas da União).

O senador também criticou a reforma trabalhista, sancionada em julho do ano passado. Ressaltou que a nova legislação apresenta artigos que se contradizem e que alguns pontos chegam a ser imorais. “Ela revoga praticamente tudo o que conquistamos desde o governo de Getúlio Vargas”, ponderou. Paim salientou ainda que houve aumento da insegurança jurídica e do desemprego.

Em parceria com diferentes instituições e entidades, o senador contribuiu para a elaboração de uma proposta com novas regras para regulamentar a área trabalhista. Chamada de nova CLT, o documento foi gerado ao longo de nove meses. A ideia, segundo Paim, é percorrer o país para debater a proposta com a sociedade.

Em nome da Câmara, a vereadora Maria Eunice (PT) destacou a importância de ouvir uma exposição detalhada sobre a conjuntura em Brasília e manifestou a preocupação da sociedade com o futuro do país. “Estamos muito preocupados com o que está acontecendo no país, principalmente neste momento. Precisamos construir diálogos, e não intolerância, porque é uma situação que afeta a todos os brasileiros”, defendeu.