loader
Sessão representativa de 10/1 - pronunciamentos

Sessão representativa de 10/1 - pronunciamentos

A Câmara realizou, nesta quarta-feira (10/1), reunião da Comissão Representativa, presidida pelo vereador Gilson Oliveira (PP). Confira os temas abordados nos pronunciamentos:

ASSEMBLEIA DE DEUS – A lei que institui o Dia da Igreja Assembleia de Deus no Rio Grande do Sul, sancionada pelo governador Ivo Sartori, foi tema da fala do vereador Gilson. A data será celebrada anualmente em 19 de outubro. O parlamentou exaltou a contribuição da Assembleia de Deus na busca pelo bem comum e salientou que a homenagem é um reconhecimento da sociedade gaúcha aos valores éticos e educativos pregados.

CARROÇAS – Cris Moraes (PV) comentou o lançamento do projeto "Cavalo de Lata" na cidade, que começa a ser implementado pela Prefeitura e tem o objetivo de tirar de circulação as carroças de tração animal, substituindo-as por triciclos movidos pela força humana. O vereador parabenizou o prefeito Luiz Carlos Busato pela busca de uma solução viável. Citou também o atual presidente da Câmara, vereador Alexandre Gonçalves (PPS), que já havia apresentado a proposta na Casa. Em relação aos maus tratos sofridos pelos cavalos, relatou a situação de um animal que acabou morrendo ontem, na Rua Araçá, após ser explorado até a exaustão. O caso contou com a atuação de Moraes e do vereador Sargento Santana (PTB), que chamaram um veterinário do Centro de Bem-Estar Animal. O parlamentar enfatizou que o ideal seria que a própria população tivesse mais facilidade de acesso ao atendimento nesses tipos de ocorrência.

JULGAMENTO – A manifestação prevista para o próximo dia 24, data em que ocorre o julgamento da apelação criminal do ex-presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, foi abordada pelo vereador Marcus Vinícius Machado - Quinho (PDT). Para ele, as ameaças que vem sendo realizadas não condizem com uma manifestação democrática e, por isso, o ato requer limites. O vereador Aloisio Bamberg (PCdoB) disse esperar que o resultado do julgamento tenha base técnica, sem influência política. "Esperamos que a nossa democracia, ainda tão jovem, saia fortalecida", ponderou. O parlamentar frisou ainda que o Brasil é alvo de outros países no que diz respeito à exploração de seus recursos naturais, entre eles a água. Enfatizou que os candidatos nas eleições de 2018 devem estar atentos a essa situação.

NOMEAÇÕES – José Carlos Patricio (PSD) abordou a polêmica em torno da escolha da deputada Cristiane Brasil para assumir o Ministério do Trabalho, cuja posse foi suspensa pela Justiça. A decisão do juiz federal apontou haver indícios de que a escolha é contrária a princípios da administração pública, uma vez que a parlamentar já foi condenada em reclamatórias trabalhistas. O vereador citou também a repercussão da nomeação do diretor do Detran de Minas Gerais, que registrava 120 pontos na carteira de habilitação. Patricio ressaltou que os poderes constituídos devem cumprir seus papéis e que o conflito entre eles gera justiça e transparência.