loader
Casa abrigo receberá nome da comissária de Polícia Lira Spindola Machado

Casa abrigo receberá nome da comissária de Polícia Lira Spindola Machado

A Câmara aprovou, nesta quinta-feira (14/12), o projeto de lei 93/17, que denomina Comissária de Polícia Lira Spindola Machado a Casa abrigo para mulheres vítimas de violência doméstica. A proposição foi apresentada pelo presidente do Legislativo, vereador Juares Hoy (PTB).

Segundo o autor, a ideia teve origem em um abaixo-assinado organizado pelos policiais com o intuito de prestar homenagem à comissária falecida no ano de 2016. "Ao denominar este espaço público, a intenção é não somente homenagear esta ilustre policial, mas manter vivo os exemplos dos que contribuíram para o combate da violência doméstica contra a mulher em nossa cidade", afirma Juares.

Lira Eloi Spindola Machado ingressou na Polícia Civil do Estado em janeiro de 1994. Atuou na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) durante quase 20 anos, tornando-se ícone da luta contra a violência de doméstica. Conhecida por seu perfil acolhedor com as vítimas, ela aposentou-se em 2014 como Comissária de Polícia, vindo a falecer em 28 de maio de 2016.

O projeto recebeu o voto contrário do vereador Emilio Neto e da vereadora Maria Eunice, ambos da bancada do PT. Segundo eles, um documento do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Condim) sinalizava a escolha de outro nome para o espaço. "É um debate que não podíamos atropelar, pois a entidade já estava tratando do assunto", justificou Emilio.