Em comemoração aos 30 anos do Guajuviras, a sessão ordinária desta terça-feira (18/4) foi realizada no bairro, nas dependências do ginásio CAIC. O requerimento para a troca de sede e a realização de Grande Expediente para homenagear a luta dos moradores pelo direito à moradia foi apresentado pela Mesa Diretora.

Representantes das 11 bancadas que compõem o Legislativo se manifestaram. Em seus pronunciamentos, os parlamentares enfatizaram que o Guajuviras é motivo de orgulho para Canoas e exaltaram a história do bairro, que iniciou com a ocupação do Conjunto Habitacional Ildo Meneghetti e hoje soma mais de 90 mil habitantes. Falaram em nome de seus partidos, o presidente da Câmara, Juares Hoy (PTB), José Carlos Patricio (PSD), Cezar Mossini (PMDB), Aloisio Bamberg (PCdoB), Canhoto (SD), Cris Moraes (PV), Marcus Vinícius Machado – Quinho e Marcio Freitas, ambos do PDT, Emilio Neto (PT), Gilson Oliveira (PP) e César Augusto (PRB). O vereador Paulinho de Odé (PT) usou o espaço do PPS.

Cada bancada homenageou um morador ou liderança comunitária que ajudou a construir a história do bairro. Foram homenageados: Maria Aparecida Flores, Tamarisa Lopes da Silva, Padre Cláudio D'Angelo Castro (Paróquia Nossa Senhora Aparecida), Maria Cristina Leite, Iris Loraine Santana, João Amado Alves, Ana Flores Mossatte, Luiz Alberto de Quadros, Gilberto Amaral Mossatte, Sérgio Santa Helena e Solange Maria Santos. Eles receberam dos vereadores miniaturas da árvore Guajuvira confeccionadas em madeira.

O presidente da Câmara afirmou que o Guajuviras representa um exemplo de ocupação vitoriosa, mérito de cada um dos moradores e do movimento iniciado pelas lideranças comunitárias. "O bairro representa uma conquista ímpar da luta pela moradia digna", salientou Juares.

Representando os moradores, Maria Aparecida Flores lembrou da chegada das primeiras famílias, que carregavam velas e cobertores, ao conjunto habitacional. Destacou que a ocupação significou a conquista da moradia, pois não havia na época política habitacional no município e, ao mesmo tempo, a salvação de um patrimônio público que estava abandonado e se deteriorando. Maria Aparecida falou ainda do papel fundamental das mulheres nesse processo. A diretora da Escola Municipal Erna Wurth, Tamarisa Lopes da Silva, fez um agradecimento à comunidade e enfatizou que a homenagem significava um momento histórico para o bairro.

O secretário municipal de Relações Institucionais, Airton Souza, falou em nome do Executivo. Ele elogiou a história de luta dos moradores e avaliou que o Guajuviras é um exemplo para a cidade e para o Estado no que diz respeito à busca pelo direito à moradia. Também participaram da sessão, o subprefeito da região Nordeste (quadrante que engloba o Guajuviras), Dr. Pompeu, e os secretários da Educação, José de Jesus D'Ávila, e do Desenvolvimento Econômico, Felipe Martini.

A história do Guajuviras

O aniversário do bairro é comemorado oficialmente em 17 de abril. Nesta data, em 1987, milhares de pessoas começaram a ocupar as residências do Conjunto Habitacional Ildo Meneghetti. O projeto, aprovado pela extinta Companhia de Habitação do Estado (Cohab) junto ao município, em 1979, previa a construção de 30 mil unidades habitacionais. Problemas com as obras, porém, fizeram com que apenas 5.974 fossem construídas. Elas ficaram abandonadas por anos, o que fez ganhar força o movimento de ocupação dos prédios. Após muitos conflitos envolvendo a área, os ocupantes ganharam o direito de posse das propriedades. Nascia então o Guajuviras, maior ocupação da história da cidade e uma das maiores do Estado.

 

 

Crédito da notícia: Assessoria de Comunicação

Fotos: Caroline Dias

Destaque CMC

Fique por dentro

Receba a Newsletter semanal da Câmara de Canoas!

  • Projetos em Destaque
  • Pauta das Sessões
  • Notícias da Câmara

Fale Conosco

Rua Ipiranga, 123 - Centro - CEP 92010-290
Canoas / RS
Telefone: (51) 3462-4800
Horário: segunda a quinta-feira, das 12h15min às 18h15min e sexta-feira, das 8h às 14h.